Esse blog se dedica à divulgação da Improvisação Teatral.

No Brasil, algumas trupes popularizaram e difundiram esse gênero teatral como o Zenas Emprovisadas , o Jogando no Quintal e o Cia. Barbixas (com o espetáculo Improvavel).

Entretanto, para começarmos: onde surge a Improvisação Teatral?

Os primórdios da ImprovisaçãoTeatral podem ser relacionados com uma forma de teatro surgida no século XV na Itália chamado Commedia Dell’Arte.

Na comédia dell’arte, a partir de um “canovacci” (roteiro), usualmente relacionados a situações convencionais (ciúme, amor, adultério e velhice), personagens fixos improvisavam diálogos e ações, ajustados para satirizar escândalos, eventos, manias locais e atuais, misturados com piadas e bordões. A improvisação trazia consigo o efeito humorístico.

Essas peças ocorriam em palcos temporários (praças de cidade ou na corte). Cenários e figurinos eram escassos, sendo o ator o elemento mais importante da peça.

Cada um dos personagens era criado por um ator que se especializava nesse personagem fixo, lapidando suas características físicas e habilidades cômicas.

O comportamento das personagens seguia um padrão (amoroso, ingênuo, soldado, fanfarrão, esperto, pedante), e o vestiário e a máscara caracterizavam cada personagem. Scaramouche, Briguela, Isabela, Columbina, Polichinelo, Arlequim, Capitão Matamoros e Pantaleone são os mais famosos personagens, englobando o ancestral do palhaço moderno.

Sem dúvida, essa metodologia de sucesso perdurou até o século XVIII, e sua influência é sentida até hoje.

Abaixo gravuras dos personagens: Arlequim, Brighella, Colombina, Pagliaccio, Dottore e Pantalone.

arlequim briguelacolombinapalhacodotorepantalone

 

Anúncios